WRC 2012 – Rali da Sardenha (Dia 1)

O primeiro dia do Rali da Sardenha está a ser marcado pelo piso escorregadio dos troços e pelos estragos que já causou no pelotão, ao ponto de Sebastien Löeb já estar fora do rali, vítima de despiste no terceiro troço da manhã, o de Monte Lerno, com 29,69 quilómetros. Nesse troço em particula, Loeb começou a partir ao ataque – estava na altura com uma vantagem de 1,1 segundos sobre Jari-Matti Latvala – chegando mesmo a ser o mais rápido no primeiro ponto de cronometragem, mas acabou por se despistar devido ao piso muito escorregadio na zona. O campeão do mundo está fora, mas deverá regressar amanhã em modo “Superrally”.

Outros dos pilotos que saiu de estrada foi o belga Thierry Neuville, que se despistou e capotou no mesmo troço. Perdeu seis minutos para fazer rolar o carro na estrada e ainda se lesionou na mão direita, embora parece que não tenha sido mnada de grave, segundo as palavaras do próprio no final do troço.
Na especial seguinte, o de Castelsardo, houve novo precalço na classificação geral quando Jari-Matti Latvala deu um toque mais forte numa pedra e danificou o seu radiador, obrigando-o a parar e entregando o quarto posto – o lugar que ocupava então – para o russo Evgueny Novikov, sendo assim o segundo piloto relevante a abandonar a competição.
No final da manhã, Mikko Hirvonen era o lider do rali, com 15,8 segundos de vantagem sobre o norueguês Petter Solberg, da Ford. Outro norueguês, Mads Ostberg, é o terceiro, a 43,4 segundos do líder, seguido por Evgueny Novikov, já a 1.18 minutos de Hirvonen. O estónio Ott Tanak é o quinto, na frente do Mini de Chris Atkinson e do Skoda de Sebastien Ogier.
A parte da tarde ficou marcada por mais um acidente de mais um dos candidatos à vitória. Petter Solberg, no segundo Ford, desistiu na sétima classificativa do dia, que marcava a segunda passagem por Tergu-Osilo, vitima de um toque que danificou a direção do seu Fiesta. “Tenho me me manter concentrado, estão a cair que nem moscas. Não posso cometer erros porque falta muito para acabar“, desabafou Hirvonen. Até ao final do dia, Ostberg caiu até ao sétimo posto, a quatro minutos e 46 segundos do finlandês.

Isso fez com que Evgueny Novikov subisse ao segundo lugar, depois de ter beneficiado anteriormente do atraso de Mads Ostberg, devido a um diferencial danificado, que o fez perder mais de um minuto e meio e o deixou apenas com tração à frente. Ott Tanak é o terceiro, enquanto que Sebastien Ogier é o quinto, depois de passar Chris Atkinson, que foi vítima de um despiste.

No final do dia, Hirvonen está na frente, com uma vantagem de um minuto e nove segundos sobre Evgueny Novikov, que está a fazer uma prova isenta de erros. Ott Tanak é o terceiro no seu Ford da M-Sport, com dois minutos de atraso face a Hirvonen. Quem está a fazer uma prova sensacional é Sebastien Ogier, que com o seu Skoda da Volkswagen, é quarto classificado e já ganhou uma classificativa esta tarde. Chris Atkinson é quinto, depois de um pião na segunda especial da tarde, seguido pelo outro Skoda de Anders Mikkelsen.

O Rali da Sardenha continua amanhã.

Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s