Os estreantes de 2013: 3 – Max Chilton

No terceiro capitulo dos estreantes de 2013, vamos falar de alguém que vem de uma família de entusiastas de automobilismo, cujo progenitor financiou a carreira dos seus filhos em duas categorias automobilisticas e vê agora o seu filho mais novo chegar ao topo do automobilismo mundial. Falo de Max Chilton, que aos 21 anos concretiza o seu sonho, apesar de estar numa equipa da cauda do pelotão… 

Nascido a 21 de abril de 1991 na localidade de Reigate, na britânica Surrey, e filho de Graheme Chilton, vice-presidente da seguradora AON e um dos proprietários da equipa Carlin, a carreira dele começa aos dez anos, no karting. Em 2005, quanto tinha 14 anos, salta para os T Cars, uma competição feita para jovens dos 14 aos 16 anos, que tivessem a sua primeira experiência nos monolugares. Em 2006, foi vice-campeão, perdendo apenas para o seu compatriota Luciano Bachetta.
Em 2007, passa para a Formula 3 britânica, pela Arena International. Não pontuou nesse seu primeiro ano, no segundo passou para a Hitech Racing, onde terminou na décima posição, conseguindo dois pódios, e em 2009, transferiu-se para Carlin Motorsport, vencendo uma corrida e conseguindo cinco pódios, terminando a temporada na quarta posição. Ainda passou pela Formula Renault 3.5, pela Comtec Racing, no Mónaco, terminando na 19ª posição.

Em 2010 começa a correr na GP2, pela portuguesa Ocean Racing Technology, onde consegue um quinto lugar em Monza, obtendo apenas três pontos. No ano seguinte, em 2011, passa para a Carlin, onde obtêm quatro pontos, resultantes de dois sextos lugares.

Em 2012, Chilton permance na Carlin, que é apoiado pela Marussia e ele dá um pulo de gigante: duas vitórias e mais um pódio, para além de duas pole-positions, fazem com que ele termine o ano no quarto lugar do campeonato, com 169 pontos. No final do ano, a Marussia o nomeia como piloto de reserva e de testes e em Abu Dhabi, entra no carro da Marussia de Formula 1 para uma sessão de treinos livres. Algumas semanas depois, ele consegue ficar com o lugar para a temporada de 2013.

Para além dele, Max tem um irmão mais velho, Tom Chilton, que participa regularmente no Campeonato de turismos britânico, o BTCC, para além de ter feito participações esporádicas no WTCC, o Mundial de Turismos, em 2012, ao volante do Ford Focus da Arena Motorsports. Ambos já correram juntos nos 1000 km de Silverstone, em 2007, num Zytek da categoria LMP1, terminando ambos na sexta posição.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s