Para onde vai o Rali de Portugal?

(…) “A grande questão [que se coloca neste momento] sobre o rali de Portugal, um evento de enorme sucesso e um dos “clássicos” do WRC, tem a ver com a sua localização. Corrida no sul do país, tem contudo uma enorme legião de fãs no Norte do país, que há muito tempo faz “lobby” para que este regresse a partir de 2014. E quando no inicio do mês, em Fafe, o presidente do Automóvel Clube de Portugal (ACP), Carlos Barbosa, afirmou na televisão que o Rali iria regressar ao Norte a partir do ano seguinte, começaram as polémicas entre esta entidade e os promotores do Turismo no sul, como as Câmaras Municipais (Perfeituras) algarvias e a Entidade do Turismo do Algarve.
Desidério Silva, o presidente da Entidade de Turismo do Algarve, afirmou numa entrevista ao jornal local “Barlavento” que tenho da parte do Sr. presidente do Turismo de Portugal a vontade e garantia que o rali se mantenha na região”.
E explicou as razões pelo qual discorda da passagem para o Norte:
Não quero fazer disto uma guerra norte/sul, quero, pelo contrário, defender uma causa. Estou convicto, por aquilo que é a excelência dos troços, da hotelaria, do serviço, das acessibilidades, e da segurança, que não há nenhum sinal que leve a que possa haver uma alteração de localização, porque não há nenhum fator que seja melhor ou supere aqueles que são os fatores de referência dados pelo Algarve.
Depois prosseguiu:Mais do que a paixão, devem contar as condições de onde a prova acontece – todos os dados que foram indicados e avaliados são de nota excelente, e não há aqui uma situação que diga ‘vocês foram bons em tudo, mas nisto não’. Fomos bons em tudo! E quando se é bom em tudo, acho que ninguém quer arriscar mudar para uma situação que será naturalmente pior. Acho que temos boas condições para poder fazer e valorizar este nosso papel e esta vontade de defender uma causa.” (…)

Depois da realização do Rali de Portugal, a grande discussão que se faz neste momento é sobre a sua localização. Um evento extremamente popular e apreciado por todos, incluindo o presidente da FIA, Jean Todt, tem o problema de estar localizado sul de Portugal, praticamente a outra ponta do pais, pelo menos em relação aos espectadores.
Para compensar isso, a organização decidiu fazer uma coisa chamada “Fafe World Rally Sprint“, no norte de Portugal, e que levou, da última vez em que foi realizado, cerca de 120 mil espectadores. Mas eles querem mais e reclamam o regresso do Rali ao Norte, pois o afirmam que é “seu”. Mas o sul, nomeadamente o Algarve, deseja que este fique por muitos e bons anos, e que têm o apoio das entidades da região, eminentemente turística.
É sobre esse problema que escrevo este mês no site Nobres do Grid. Para ler o resto do artigo, é seguir este link
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s