WRC 2013 – Rali da Alemanha (Dia 3)

O terceiro dia do Rali da Alemanha mostrou que o duelo pela liderança continuou ao rubro entre três pilotos, e que a imprevisibilidade iria ser o fator marcante neste rali. E foi o que aconteceu: Jari-Matti Latvala despistou-se, privando a Volkswagen de uma vitória em casa (que ironia!) e colocou dois “virgens” – Thierry Neuville e Dani Sordo – na luta pela vitória. E alguns pilotos em posições fora do vulgar…
O dia começou com tempo incerto, com chuva a mostrar-se de forma intermitente. Com três pilotos separados por menos de 15 segundos, o duelo iria ser interessante para todos os afficionados pelos ralis, agora que Sebastien Ogier estava fora de prova devido a despiste, no dia anterior. Apesar de voltar em prova para o “Rally2”, o máximo que poderia fazer era ganhar tempo e conseguir pontos para a Power Stage. 
Assim sendo, Latvala começou a ganhar as primeiras classificativas da manhã, mas Ogier venceu na primeira passagem por Stein & Wein e na primeira passagem por Panzerplatte, apesar dos duelos ao segundo com Latvala. Pelo meio, Sordo vencia uma classificativa, e Latvala acusava a pressão ao dar um pequeno toque, ainda na Panzerplatte. Mesmo assim, no final da manhã, o piloto finlandês mantinha uma vantagem de 14,8 segundos sobre Thierry Neuville e 23,8 segundos sobre Dani Sordo. No quarto lugar, e muito distante – mais de um minuto – estava Mikko Hirvonen, enquanto que o qatari Nasser Al-Attiyah tinha problemas com o seu Ford e acabava por desistir em plena Panzerplatte.

No inicio da tarde, o golpe de teatro: na segunda passagem pela classificativa de Stein & Wein, Latvala bateu de novo e apesar de ter voltado à estrada, os estragos pareciam ser demasiado grandes para ele poder prosseguir, fazendo com que a liderança caísse nas mãos de Neuville. Contudo, o finlandês conseguiu repará-los e voltar a pista no sétimo posto.

Porém, a liderança de Neuville seria de pouca dura. Primeiro, um pião que danificou a frente e traseira do seu Ford, e depois, a perda de rendimento do seu motor, fez com que ficasse vulnerável ao ataque do Citroen de Dani Sordo e no final da 13ª especial, o espanhol ascendeu  à liderança… por 0,8 segundos.

Mas as coisas no Rali da Alemanha tiveram de esperar um pouco. Antes de fazerem a segunda passagem  por Panzerplatte, o rali teve de ser interrompido e a passagem teve de ser cancelada, devido a um acidente fatal com um carro histórico. E nesta altura, atrás destes dois pilotos, as coisas eram algo surpreendentes: Mikko Hirvonen era um solido terceiro classificado, na frente do checo Martin Prokop… e do Citroen de Robert Kubica, que lutava pela liderança do WRC2 com o galês Elfyn Evans. Em contraste, Mads Ostberg teve uma avaria e “desapareceu de cena”, caindo para o nono posto, atrás ainda de Latvala e do neozelandês Haydon Paddon. O “regressado” Evgueny Novikov encerra o “top ten”.

O rali da Alemanha termina amanhã.
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s