Kovalainen e Magnussen, as confirmações de hoje

A menos de 24 horas do começo dos trabalhos em Austin, a Lotus confirmou hoje que Heikki Kovalainen será o piloto da marca nas duas últimas corridas do campeonato, em substituição do lesionado Kimi Raikkonen. A escolha do finlandês de 32 anos foi fácil, dada a tarefa que tinham em mãos, mas não era o primeiro piloto que tiveram em mente. Nico Hulkenberg era a escolha inicial, mas a Ferrari “aconselhou” o alemão a recusar o convite, pressionando a Sauber nesse caso.

Obviamente, tivemos de mudar rapidamente nosso programa depois da notícia da não participação de Kimi nas duas últimas corridas da temporada, e nos encontramos diante de uma decisão difícil em termos de quem deveria assumir o lugar dele em Austin e em São Paulo“, começou por afirmar o diretor desportivo, Éric Boullier.
De um lado, tínhamos o nosso piloto reserva Davide Valsecchi, que é muito jovem, talentoso e uma grande promessa. De outro, tínhamos a experiência de Heikki, que já andou na Formula 1. Temos toda a fé na capacidade de Davide, mas estamos neste momento uma luta séria e forte no Mundial de Construtores, por isso decidimos que a experiência de Heikki seria de um valor inestimável, pois queremos terminar o ano na melhor posição possível“, concluiu.
Já Kovalainen afirma que esta oportunidade é um desafio do qual quer aproveitar: “É uma chance fantástica de juntar a Lotus para as duas corridas finais de 2013. Nós já vimos neste ano que o E21 é um carro que pode vencer corridas e conquistar pódios, então será um desafio“, começou por dizer. “Esta é uma grande oportunidade para mim, então gostaria de agradecer ao Tony Fernandes e à Caterham por me permitirem tirar proveito dela“, concluiu.

Entretanto, na McLaren, depois do mexicado Sergio Perez ter sido dispensado – e se ter despedido dos seus fãs com uma carta – a equipa de Woking confirmou que o seu substituto será o dinamarquês Kevin Magnussen, de 21 anos, e filho de Jan Magnussen. O campeão da World Series by Renault de 2013 e filho de Jan Magnussen, piloto de Formula 1 nos anos 90 pela Stewart Grand Prix, vai ser o primeiro estreante a correr na McLaren desde Lewis Hamilton, em 2007. 

Na hora do anuncio, Martin Withmarsh não poupou elogios: “Kevin é claramente muito talentoso e determinado. Portanto, temos grandes expectativas. Todas as vezes que ele teve a oportunidade de andar com o carro, foi muito rápido e metódico. E seu feedback foi de primeira classe“, começou por dizer Whitmarsh. 
Além disso, a maneira pela qual ele ganhou neste ano a World Series foi verdadeiramente notável, mostrando não só seu forte e impressionante ritmo, mas também sua maturidade e capacidade de estrutura em gerir uma temporada de disputa de título“, concluiu.
Já Magnussen não cabia de contente com a escolha: “Estou absolutamente radiante em fazer a minha estreia na Formula 1 pela McLaren. E vou colocar isso de maneira bem simples: esta é a melhor equipa. Eu tenho o sonho de pilotar pela McLaren desde criança e não é exagero dizer que dediquei quase todos os dias da minha vida para conseguir alcançar esse objetivo, o de me tornar um piloto da McLaren na Formula 1“, concluiu. 
Anúncios

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s