Dakar: acidente grave coloca fora de prova um dos gémeos Escalé

O João Carlos Costa, da Eurosport, falou hoje sobre os gémeos Escalé, que foram este ano ao Dakar graças à generosidade de Nasser Al Attiyah, que os ajudou quando soube que um dos patrocinadores decidiu retirar “em cima da hora” e um deles decidiu sacrificar-se em nome do irmão gémeo.
Há cerca de duas semanas, falou-se sobre esse ato de generosidade por parte do piloto qatari. Hoje, soube-se de más noticias. Um dos irmãos, Gilbert, desistiu na quinta etapa, vítima de uma queda. Mas esta foi bem grave: sofreu um traumatismo renal e hepatico grave, para além de uma fratura na bacia e no torax. Está internado no hospital de Padilla, na Argentina, em estado grave.
Uma pena. Desejo tudo de bom para ele, e que recupere totalmente, para que ambos voltem de novo ao Dakar.
Anúncios

Dakar: "Motard" belga encontrado sem vida

A organização do Dakar anunciou esta tarde que o motard belga Eric Pallante foi encontrado ontem sem vida, no percurso entre Chilecito e Tucuman. Pallante tinha 50 anos de idade e poderá não ter resistido ao calor intenso que se faz sentir neste momento naquela região da Argentina.
O motard vinha este ano pela Honda e participava pela 11º vez no “rally-raid” com resultados modestos. O seu melhor foi um 66º posto na edição de 2012 e ele era um dos que fazia “a solo”, ou seja, sem assistência. Em 2007, ainda o Dakar corria em Africa, sofrera um acidente grave, que causou muitas lesões no seu corpo, mas isso não o impediu de continuar a participar neste rally, agora na América do Sul.
A morte de Pallante torna-se na 23ª em 35 edições da história do Rally Dakar.
A noticia da sua morte acontece horas depois de outro acidente ter tirado a vida de dois jornalistas argentinos que acompanhavam o rali. Eles e mais dois fotógrafos vinham num automóvel que perdeu o controlo e caiu numa ravina. Os jornalistas, de 20 e 53 anos, pertenciam ao periódico “Super Rally” e tiveram morte imediata, enquanto que os fotógrafos sobreviveram com ferimentos.
O Dakar prossegue hoje entre Tucuman e Salta, na Argentina.

Dakar 2014 – Etapa 5 (Chilecito – Tucuman)

Parece que este Dakar está a ser demasiado duro para a maioria dos pilotos, sejam motos, sejam carros, sejam até os quads. Depois de ontem se ter noticiado que apenas seis quads chegaram ao fim na etapa entre San Juan e Chilecito, hoje parece que há problemas entre esta localidade de Tucuman. Primeiro, a organização da ASO decidiu encurtar a especial (de 527 para 220 quilómetros) por razões de segurança – boa parte dos concorrentes estão desidratados por causa do forte calor que se faz sentir – para além disso, uma confusão que houve ao quilómetro 195 fez com que muitos concorrentes se enganassem… excepto Marc Coma.

Mas se Coma foi o grande vencedor da etapa, subindo para o primeiro lugar, para as cores portuguesas, foi o desastre. Paulo Gonçalves acabou por desistir, vitima de um incêndio na sua Honda ao quilómetro 143 da etapa, depois de andar entre os da frente durante boa parte do percurso. Mas não foi só o piloto português vitima de incêndio nesta etapa: o espanhol Gerard Farres Guell também abandonou quando a sua Gas-Gas se incendiou. Em compensação, Hélder Rodrigues foi quarto classificado na etapa, a mais de 24 minutos de Coma.

Estou desolado, muito triste por ver terminada a prova desta maneira. Estávamos a fazer uma boa etapa, seguia na liderança e estava determinado a vencer. A uma dada altura dei pela mota em chamas, parei de imediato e fiz de tudo para parar o incêndio. Não foi possível. Senti-me impotente, já não havia nada a fazer. Assim terminou o meu Dakar”, declarou Paulo Gonçalves.
Atrás de Coma na etapa, ficou o espanhol Jordi Viladoms e o polaco Kuba Przygonski, todos em KTM. Aliás, a marca austriaca meteu as suas motos no pódio, com Rodrigues a ser o melhor dos Honda, já que Joan Barreda Bort foi um dos pilotos que errou no caminho e foi apenas o 17º classificado na etapa, afastando-se cada vez mais de Coma. A sorte é que “Chaleco” Lopez também se enganou no caminho e manteve-se no terceiro posto da geral…
Nos automóveis, a vitória pertenceu a Nani Roma, que repetindo o feito de há dois dias, voltou para a liderança do rali, depois de ontem ter sido batido por Carlos Sainz. O segundo na etapa foi o sul-africano Giniel de Villiers, a mais de quatro minutos de Roma, enquanto que Robby Gordon é o terceiro no seu “buggy”, vinte minutos atrás do piloto espanhol. Orlando Terranova foi o quarto.

Carlos Sainz foi o grande perdedor do dia, acabando no 18º posto, a mais de uma hora do vencedor, caindo para o sexto lugar da geral. 

O Dakar prossegue amanhã entre Tucuman e Salta, num percurso cronometrado de 424 quilómetros para os motociclos, e 400 para os automóveis.

Schumacher: Divulgado o resultado do inquérito sobre o seu acidente

A Procuradoria de Albertville divulgou esta quarta-feira os resultados do inquérito sobre o acidente que Michael Schumacher sofreu há duas semanas e meia na estância de ski de Meribel, e confirmaram que o ex-piloto alemão de 45 anos estava numa zona não-demarcada e que guiava a alta velocidade, embora considerem que isso não foi um fator decisivo no acidente.

De acordo com o procurador Patrick Quincy, a cabeça de Schumacher bateu com a face numa pedra que estava a oito metros fora da pista, e que foi parar um metro mais adiante. Também disseram que ele não tinha parado para aujdar uma criança, como disse Sabine Kehm, no Hospital de Greboble, e que toda a sequência do acidente foi filmada pela câmara que o piloto tinha no seu capacete. 
Ele também afirmou que o video que analisaram foi apenas esse, e não o de uma testemunha que afirma ter filmado inadvertidamente o acidente, enquanto filmava a sua namorada: “Ouvi as pessoas falarem de um filme feito por uma testemunha, mas não recebemos nada desta pessoa. Pessoalmente, duvido que ele realmente exista”, comentou.
O procurador Quincy deixou claro que esta investigação é de rotina para qualquer acidente que ocorra na região, independentemente de quem esteja envolvido. “Temos investigadores especializados neste tipo de acidente. Todos os invernos, temos à volta de 50 investigações deste tipo e sempre usamos os mesmos métodos e a mesma atenção aos detalhes”, esclareceu.

Logo, não haverá acusações contra ele: “Neste estado da investigação, não podemos responder perguntas sobre responsabilidade. Nós vamos estudar as imagens com as pessoas mais qualificadas possíveis e com especialistas“, esquivou-se.

Entretanto, Schumacher continua em coma induzido no Hospital Universitário de Grenoble, a recuperar dos seus ferimentos. Os médicos esperam pela evolução do seu estado de saúde, embora digam que não corre mais perigo de vida. 

Dakar: Faria sofreu ferimentos ligeiros na queda desta tarde

As noticias que chegam da Argentina em relação a Rúben Faria é que o motard português não sofreu nada de grave na queda que teve esta tarde, durante a terceira etapa do Dakar. Evacuado para o centro médico do Dakar, após observação médica não se confirmou o possível traumatismo craniano, nem quaisquer outras fraturas. Contudo, Rúben Faria continuará por mais algumas horas sob observação médica na unidade hospitalar argentina.
Entretanto, sabe-se que o acidente aconteceu numa zona de rio seco, com bastantes pedras. E que um dos pilotos que o acompanhava era Paulo Gonçalves, que demonstrou grande desportivismo ao manter-se junto a ele até que chegasse o helicóptero de evacuação. Por causa disso, o outro motard vai terminar a etapa muito atrasado face aos seus adversários mais diretos, mas esse tempo deverá ser restituído pela organização, colocando-o ao nível do que sucedia em pista quando parou.
Recorde-se que Rúben Faria foi segundo classificado na edição do ano anterior, a melhor de sempre para um motard português.
Já agora, a foto foi divulgada pelo facebook do João Calos Costa, da Eurosport

Dakar: Ruben Faria cai e abandona o rali

Depois de ontem Carlos Sousa ter sofrido uma avaria que o excluiu do Dakar, esta tarde soube-se que Rúben Faria sofreu uma queda em alta velocidade na terceira etapa do rali, entre San Juan e San Luis, e foi evacuado de helicóptero, desconhecendo-se ainda a gravidade dos seus ferimentos. Aparentemente, o motard de 39 anos estava a passar por dificuldades nesta etapa, depois de ter ido por um caminho equivocado no inicio do dia por Ben Grabham e Paulo Gonçalves.
Mais informações aparecerão daqui a pouco.

O mais recente boletim sobre o estado de saúde de Scumacher

Oito dias depois do seu acidente, o estado de saúde de Michael Schumacher permanece grave, mas estável. Na tarde desta segunda-feira, o Hospital Universitário de Grenoble divulgou um comunicado médico afirmando que o estado de saúde do ex-piloto de 45 anos continua estável, mas critico. 

O estado clínico de Michael Schumacher é considerado estável e é constantemente monitorizado pelos tratamentos médicos que são ministrados a ele. Entretanto, a equipa médica responsável ressalta que não vai parar de considerar o estado de Michael como crítico”, afirmou o hospital nesse comunicado. 
A privacidade do paciente exige que não entremos em detalhes de seu tratamento e é por isso que não planeamos por enquanto nenhuma conferência de imprensa, nem a divulgação de um comunicado à imprensa por escrito”, continuou.
Nós, mais uma vez, pedimos insistentemente que se respeite o segredo médico e se atenham às informações dadas pela equipe médica responsável pelo tratamento do paciente ou pela sua equipa, já que esta é a única informação válida”, concluiu.
Estas informações vêm contrariar aquilo que o diário francês “Journal du Dimânche” diz na sua edição de hoje que Schumacher tinha sido submetido a uma eletroencefalograma, com resultados alarmantes. Fontes internas do hospital afirmam que os resultados tinham causado “forte preocupação e apreensão” nos médicos que o estão a tratar.
Também esta tarde, o procurador especial da região de Albertville anunciou que irá divulgar na quarta-feira os resultados do inquérito aberto em relação ao acidente que Michael Schumacher sofreu na estância de Meribel. E como aconteceu ontem, pedem respeito em relação à sua privacidade: “Os membros da família Schumacher também pedem respeito à sua privacidade“, tinham avisado.  

As mais recentes noticias sobre o estado de saúde de Schumacher

Precisamente uma semana depois do seu acidente na estância de ski de Meribel, não há novos desenvolvimentos oficiais vindos de Grenoble. Este sábado, a assessora de imprensa de Michael Schumacher negou categoricamente as declarações de Philippe Streiff feitas no dia anterior relacionados com a sua condição fisica, afirmando que tudo não passava de pura especulação “Nós gostaríamos de esclarecer que qualquer informação sobre a saúde de Michael que não venha dos médicos que estão cuidando dele ou de seus assessores devem ser tratadas como inválidas e como pura especulação“, informou Sabine Kehm.
Entretanto, surgiu hoje a noticia de que um comissário de bordo alemão poderá ter filmado o acidente de Schumacher. James Allen fala hoje no seu site que um homem de 35 anos estava a filmar a sua namorada quando apanhou sem querer a sequência do acidente do antigo piloto alemão. E segundo ele, Schumacher não deveria andar a mais de 20 km/hora quando saiu da pista e tropeçou numa das pedras, que o levou a bater noutra em cheio no seu capacete. A noticia é dada pela revista “Der Spiegel”, que também diz que o senhor entregou a sua câmara às autoridades locais, para ajudar na investigação.
Também se confirmou hoje que Schumacher tinha uma câmara no seu capacete e que a familia entregou aos investigadores, no sentido de ajudar no inquérito às circunstâncias do seu acidente. E um dos seus elementos afirmou que o resultado preliminar do inquerito poderá ser divulgado ainda esta semana. “Nós prevemos com os agentes encarregados pela investigação uma conferência de imprensa esta semana, numa data que será comunicada nas próximas 24 horas“, disse Patrick Quincy, procurador da região de Albertville.
O procurador afirmou também para que haja contenção nas informações sobre o seu estado de saúde: “Os membros da família Schumacher também pedem respeito à sua privacidade“, avisou. 

Kubica torce pela recuperação de Schumacher

Robert Kubica segue atentamente as noticias sobre o estado de saúde de Michael Schumacher, e como todos, torce pela sua recuperação. Na Austria, onde participa no Janner Rally, prova de abertura do Europeu de Ralis, o ex-piloto de Formula 1 e atual piloto de fábrica da Ford, que sofreu um grave acidente há quase três anos em Itália, afirmou que estes vão ser tempos difíceis para a família, que passará pela frustração do seu estado de saúde e pelo assédio de uma certa imprensa:

Estive uma situação semelhante e sei como a imprensa pode fazer um jogo duro por um tempo bem difícil para ele, sua família e amigos próximos. Para todo o automobilismo, certeza que não foi o fim de ano mais fácil nem o começo de ano.”, comentou o piloto polaco.
Refletindo sobre o que aconteceu, Kubica referiu que o seu acidente de ski demonstrou que “tudo pode acontecer a cada dia” e que é natural as pessoas começarem a questionar a razão de os pilotos insistirem nos seus hobbies, como o ski. “Muitos perguntavam por que estou fazendo isso e que eu não deveria guiar. Mas quando você gosta de fazer algo, é normal que queira fazer. Você pode facilmente esquiar, e muitas coisas podem acontecer. Desejo a ele o melhor e vou manter meus dedos cruzados para que ele se recupere e tudo fique bem.