Youtube Rally Testing: os Ford a preparar-se para Monte Carlo

Já não falta muito para o começo do Mundial de Ralis, e as equipas preparam com afinco para o Rali de Monte Carlo. E agora, coloco os Ford Fiesta WRC da M-Sport a fazerem os seus testes, neste caso em particular, com o regressado Mikko Hirvonen ao volante, mas há videos com Elfyn Evans a bordo, por exemplo.
Este ano, com quatro equipas a bordo, vai ser bem interessante ver até que ponto os coreanos da Hyundai irão alterar a ordem das coisas. Não espero muito já em Monte Carlo, mas no ano passado falei a mesma coisa em relação à Volkswagen e deu no que deu…

Rumor do dia: Vodafone vai apoiar a Ford em 2014?

Não é oficial, mas é oficioso: a Vodafone será o patrocinador da Ford em 2014, em substituição do governo do Qatar. A primeira indicação nesse sentido foi quando se soube que o qatari Nasser Al-Attiyah não fazia parte do alinhamento, quando a M-Sport anunciou há umas semanas o seu alinhamento para a temporada de 2014, que terá Mikko Hirvonen de volta, acompanhado pelo polaco Robert Kubica e pelo galês Elfyn Evans. Agora, esta sexta-feira, surgiu esta noticia, reproduzida em vários sitios desportivos, entre eles a Autosport portuguesa.
Segundo se consta, a Vodafone, depois de ter apoiado nos últimos dez anos a Formula 1 (Ferrari e depois McLaren), decidiu sair da competição no final deste ano depois dos elevados investimentos nos últimos tempos e da cada vez mais diminuta comparticipação. Contudo, não quer sair totalmente de cena e vê os ralis como uma ótima alternativa, pois não precisa de investir tanto e o retorno pode ser tão elevado quanto a Formula 1, dado que a esmagadora maioria das competições acontece na Europa. E também poderá servir como uma excelente almofada para a M-Sport, que está a investir nos Ford Fiesta WRC e está também a construir os modelos R5 – foi o primeiro a ser homologado pela FIA – esperando quem em 2014 possa lutar pela vitória ao lado da Citroen, Volkswagen e agora, Hyundai.
Veremos se nos próximos dias, esta parceria pode ser confirmada, pois falta meno de um mês para o inicio do campeonato.  

Youtube Rally Testing: Neuville prepara-se para o Rali de Monte Carlo

Na contagem decrescente para o Rali de Monte Carlo de 2014, continuo a colocar videos sobre os testes que as marcas estão a fazer para que tudo esteja pronto para o começo da temporada, daqui a cerca de cinco semanas. E hoje é dia de mostrar os testes da novata Hyundai, com Thierry Neuville ao volante, e o video começa com uma entrevista ao piloto belga – que está em francês, antes das imagens das passagens do carro pelos troços que vão fazer parte do rali franco-monegasco.

As intenções e receios de Martin Prokop

O checo Martin Prokop é o piloto privado que vai a mais ralis em todo o mundial WRC. Aos 31 anos e depois de ter feito 84 ralis na classe principal, com dois nonos lugares no Mundial de 2012 e 2013, encontra-se agora numa encruzilhada na temporada de 2014. A juntar dinheiro para fazer a próxima temporada com um Ford Fiesta WRC, o checo revelou à Autosport portuguesa que não sabe qual vai ser o orçamento e que vai ou não participar no Rali de Monte Carlo, que vai começar no final do próximo mês.

Se falhar Monte Carlo significa que está tudo terminado! Quero continuar no Mundial de Ralis. É sempre esse o meu desejo no final de cada temporada e quero estar à partida de Monte Carlo porque se não o fizer, significa que tudo está terminado. Espero estar lá e fazer o maior número de provas possíveis. Gostaria de ir à Austrália e fazer toda a temporada. Mas, nesta altura, a única coisa que posso dizer é que estou um pouco ‘nervoso’ porque ainda não sei qual será o nosso orçamento para a próxima época”. continuou o piloto checo.
Contudo, tudo indica que Prokop irá estar à partida da sua 11ª temporada no Mundial de Ralis, e apesar do piloto checo ainda não ter garantias totais de que poderá defender o seu ‘título’ entre as equipas privadas, está confiante de que tudo estará certo para a partida. Mas caso tenha de recorrer a um “plano B”…

Se isso acontecer vou ajudar o meu pai na sua empresa. Isso acabará por acontecer um dia e, para já, só posso ficar satisfeito por todos os anos que passei nos ralis. Vamos ver por quantos mais anos me conseguirei aguentar…”, concluiu.

Youtube Rally testing: os testes de Sebastien Ogier para o Monte Carlo

A pouco mais de um mês para o inicio do mundial de 2014, as quatro marcas que fazem parte do WRC – Ford, Citroen, Volkswagen e Hyundai – já estão a testar os componentes para o Rali de Monte Carlo, que acontecerá a meio de janeiro. 
Hoje, coloco aqui um video do teste que Sebastien Ogier anda a fazer para o rali, ao serviço da Volkswagen, onde parece que as coisas nem sempre correm bem para o atual campeão do mundo…

WRC: Ford anuncia Hirvonen, Kubica e Evans para 2014

A cerca de um mês do começo do campeonato do mundo de ralis, em Monte Carlo, a Ford anunciou por fim o seu alinhamento para a próxima temporada. De uma forma surpreendente, não confirmou o russo Evgueny Novikov, mas em contraste acolheu o regressado Mikko Hirvonen, que terá a companhia do polaco Robert Kubica e o galês Elfyn Evans. Pode-se dizer que esses três nomes são mais do que uma confirmação, porque já se ouvia desde há várias semanas, nos rumores que corriam sobre o alinhamento das equipas do WRc para a temporada de 2014.

Estou muito feliz que Robert vai disputar a temporada toda conosco“, começou por dizer Malcolm Wilson, chefe da M-Sport. “Desde que ele surgiu no WRC no início do ano, temos tido muito interesse em tê-lo conosco e acho que podemos esperar grandes coisas dele em 2014. Ele tem o desejo e a fome de vencer que não se vê muito em outros pilotos e eu realmente acredito que poderemos dar a ele as condições necessárias para ser competitivo e alcançar seus objetivos no rali“, completou.
Kubica fez este ano uma temporada inteira na categoria WRC2 a bordo de um Citroen DS3. Acabou por vencer o campeonato dessa categoria, com cinco vitórias, e pelo meio conseguiu 18 pontos no Mundial WRC, como o seu melhor resultado um quinto posto no rali da Alemanha.

Quanto a Hirvonen, é um regresso à equipa que lhe deu a mão em 2006, depois de ter começado a carreira em 2004 na Subaru, como terceiro piloto. Vice-campeão do mundo por quatro vezes (2008-09, 2011-12) foi para a Citroen em 2011 para ser o piloto secundário de Sebastien Löeb. Contudo, em 2013, já sem o piloto francês, não conseguiu vencer qualquer rali e terminou a temporada no quarto lugar, superado pelos pilotos da Volkswagen, Sebastien Ogier e Jari-Matti Latvala, e o belga Thierry Neuville, da Ford.

Já Elfyn Evans é uma esperança no mundo dos ralis. Aos 24 anos e filho de Gvyndaf Evans, começou a ter uma carreira no Grupo N, em 2007, antes de ser o campeão junior britânico de ralis. Em 2012, foi o campeão da FIA Academy, ao volante de um Ford Fiesta R2, para no ano seguinte participar no WRC2, onde venceu uma etapa e conseguir dois sextos lugares, um deles a bordo de um Fiesta WRC, no Rali de Itália.

WRC: Hyundai apresenta a sua equipa para 2014

Thierry Neuville, Chris Atkinson, Dani Sordo e Juho Hanninen. São estes os quatro pilotos que a Hyundai vai ter na sua equipa no Mundial de Ralis de 2014. A apresentação foi esta manhã e soube-se ali a designação da nova equipa, que se apresentará como Hyundai Shell World Rally Team, numa colaboração muito estreia com a petrolífera anglo-holandesa, conforme avançou Michel Nandan

Em menos de um ano, nós construímos e testamos uma nova especificação de carro para o WRC e estabelecemos uma equipa profissional e uma moderna instalação desportiva. É uma grande conquista, mas nós sabemos que temos muito para aprender nesta nossa primeira temporada”, começou por referir o diretor desportivo da marca coreana. 
Nossas metas para 2014 são realistas: queremos terminar todos os ralis com os dois carros e construir uma base de informações e experiência, assim poderemos nos desenvolver com a meta de sermos vencedores no futuro. Se tudo correr bem, esperamos competir por pódios ocasionais conforme o ano for passando”, concluiu.

No campo dos pilotos, Dani Sordo estava ansioso por pertencer a uma nova equipa e a dar o seu melhor com o novo carro.“Estou muito animado por fazer parte deste animador projeto da Hyundai no WRC. Pode ser uma equipa jovem, mas tem um alto nível de experiência e profissionalismo, o que torna num pacote realmente atrativo”, começou por comentar.

Estou ansioso em levar meus anos de experiência no WRC para a marca na sua temporada de estreia e em fazer parte do Rali de Monte Carlo, o primeiro evento”, concluiu.

Já Chris Atkinson tem mais experiência com o carro, pois já ajudou a desenvolver o carro ao longo dos últimos meses, encontrava-se ansioso por poder correr competitivamente pela equipa na próxima temporada: “Foi um prazer fazer parte da equipa da Hyundai durante a temporada de testes e ter a oportunidade de contribuir para o desenvolvimento do i20 WRC. É fantástico poder continuar com esta equipa em 2014, nesta nossa primeira temporada no WRC, e poder guiar no Rali da Austrália”, comentou.   

WRC: Citroen anuncia Meeke, Ostberg e Al-Qassimi para 2014

Apesar da apresentação oficial ser somente a 18 de dezembro, a Citroen anunciou esta tarde que a sua equipa no WRC para a temporada de 2014 será constituída pelo britânico Kris Meeke e pelo norueguês Mads Ostberg, mais o árabe Khalid Al-Qassimi
A escolha destes dois nomes significa um desbloqueamento no “xadrez” do WRC para 2014, pois muito provavelmente Mikko Hirvonen e Dani Sordo, os pilotos que faziam parte da marca nesta temporada e que desiludiram muito em termos de resultados – a marca conseguiu apenas três vitórias, duas para Sebastien Löeb e uma para Sordo – foram para outros lados. Muito provavelmente, Hirvonen volta para a Ford, onde já fio muito feliz, e o espanhol poderá fazer uma temporada em “part-time” pela Hyundai, que terá esta terça-feira a sua apresentação oficial.
Quanto às entradas, Kris Meeke terá uma nova chance de se mostrar num carro oficial, depois da sua passagem infeliz pela Prodrive, onde foi vitima das intrigas entre ela e a BMW, devido ao desenvolvimento da Mini, tendo ficado de fora da marca em 2012, voltando apenas para correr em duas provas de 2013 pela Citroen, onde apesar da sua rapidez, não conseguiu ter consistência suficiente para levar o carro até ao fim. Contudo, a marca francesa achou que era mais do que suficiente para lhe der uma temporada inteira, numa chance que, aos 34 anos, terá de ser única.
Já no caso de Mads Ostberg, depois das promessas de 2011 e 2012, com um Ford Fiesta WRC montado pela sua equipa, a Adapta, em 2013 as coisas foram decepcionantes, não conseguindo ser superior a Thierry Neuville e a Evgueny Novikov. Apesar de ter conseguido ser bastante regular – terminou todos os ralis do ano, e pontuando em todos, menos num – apenas conseguiu dois terceiros lugares como melhor resultado, isto depois de ter vencido um rali em 2012. Pode ser que em 2014, num novo carro, e passada a sua fase de adaptação, possa acender a chama que aparentemente desapareceu nesta temporada que terminou.
Em menor grau, Al-Qassimi terá em 2014 um calendário mais reduzido em termos de participações, correndo apenas em quatro provas ao volante de um DS3 WRC. Mas no próximo dia 18 de dezembro poderemos saber muito mais.

No 29º aniversário de Robert Kubica…

Na altura em que comemora o seu 29º aniversário, Robert Kubica é um nome em destaque. Depois de receber o troféu de “Personalidade do Ano” por parte da FIA, superado personalidades como Sebastian Vettel, Sebastien Ogier, Tom Kristensen, Yvan Muller ou Christian Horner, entre outros, o nome do piloto polaco, que ganhou uma segunda carreira nos ralis após o acidente no Rali Ronda di Andora, em fevereiro de 2011, tornou-se numa peça no xadrez do WRC, depois de o belga Thierry Neuville ter aceite o convite de guiar pela Hyundai, ao lado de Juho Hanninen, Bryan Bouffier e – provavemente – Dani Sordo
Segundo se conta por aí, a Citroen e a Ford, através da M-Sport, fizeram convites da Kubica no sentido de correr para eles em 2014, embora que no caso da marca francesa – que só vai anunciar o seu “lineup” a 16 de dezembro em Paris – para além do WRC, poderá haver a hipótese de correr em “part-time” no WTCC, ao lado de Sebastien Löeb, Yvan Muller e José Maria Lopez.
No caso da marca inglesa, sabe-se que desde há algumas semanas que a M-Sport está a construir um Fiesta WRC adaptado às necessidades do piloto polaco, bem como existe também a hipótese de ele participar na aventura do Bentley Continental na GT3, já que o carro neste momento está a ser construído e desenvolvido nas instalações da M-Sport.
Em ambos os casos, pode-se dizer que Kubica é um piloto a ter em conta, dado que não há muitas alternativas. Pouco se sabe sobre o que a Citroen quer fazer no WRC, correndo até o rumor que este poderá ser o último ano da marca nos ralis, já que poderão se concentrar nos Turismos, batalhando contra Lada, Honda e Chevrolet. Contudo, o patrocinio da Abu Dhabi é válido até ao final de 2015, o que poderá fazer com que fiquem por mais tempo. Fala-se até que Mikko Hirvonen poderá não ficar e regressar à Ford, o que deixaria a equipa sem referências. No caso da Ford, claro, caso o finlandês volte, a marca poderá ficar com Mads Ostberg e o russo Evgueny Novikov como pilotos, mas poderá haver mais novidades.
Em suma: a um mês e pouco do inicio do mundial, muita coisa permance por resolver. Os próximos dias responderão às duvidas presentes. 

WRC: Hanninen e Bouffier terão programas parciais no Hyundai de WRC

A Hyundai anunciou hoje o que poderá ser um esboço de programa para a temporada de 2014, com Thierry Neuville como piloto principal e os outros três pilotos que ajudaram a desenvolver o carro – o finlandês Juho Hanninen, o francês Bryan Bouffier e o australiano Chris Atkinson – com programas parciais. Isto porque a marca coreana afirmou que Hanninen será piloto oficial (como já se sabia desde julho) terá um programa parcial com a marca coreana, a partir do Rali da Suécia, já que em Monte Carlo, eles alinharão com Neuville e Bouffier.
Tenho trabalhado muito com a equipa desde maio, e tem sido um projeto realmente fantástico. Tem sido um prazer trabalhar com eles nos testes, e eu realmente respeito a oportunidade de pilotar em alguns ralis para a marca em 2014”, declarou o finlandês de 32 anos, campeão na categoria S2000 em 2010.
Michel Nandan, o diretor desportivo da marca coreana, afirmou que o trabalho feito por Hanninen até agora tem sido valioso, por isso era questão de tempo para que fosse anunciado como um dos segundos pilotos da marca. “Ele mostrou grande lealdade à nossa equiopa, e é certo que ele vai se juntar a nós em uma série de eventos específicos durante nossa campanha de estreia no WRC”, começou por afirmar. 
Juho tem feito um trabalho fantástico nos testes. Ele provou ser um piloto completo, com a mistura certa entra velocidade e técnica, assim como ser um membro de verdade, dando um valioso feedback a nossos engenheiros. Ele traz consigo uma vasta experiência no WRC e foi quem completou mais quilómetros no carro neste ano, então sentimos que será um complemento ideal a Thierry”, concluiu.